Com a queda do terceiro ministro em plena pandemia do novo coronavírus, lideranças políticas reforçaram as críticas ao governo de Jair Bolsonaro.

O Partido Novo se manifestou em sua conta no Twitter. “O NOVO vê com extrema preocupação a saída de mais um ministro da Saúde durante a pior pandemia em 100 anos. O momento pede, mais do que nunca, planejamento, gestão e alinhamento entre todos os órgãos e entes federativos. Justamente o oposto do que tem sido feito até agora”, declarou o partido.

O deputado federal Paulo Ganime (RJ), líder do Novo na Câmara, também demonstrou preocupação nas redes sociais. “No meio de uma pandemia, momento em que precisávamos de estabilidade e liderança, temos a segunda troca de Ministro da Saúde. Se os Ministros eram ruins ou se eles não se submeteram a ordens infundadas, dá no mesmo, pois em ambos os casos as decisões vieram do mesmo lugar”, disse o parlamentar.

Em entrevista, o deputado Ganime repercutiu os acontecimentos desta sexta-feira (15) com a saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde. O bate-papo foi conduzido por Edi Carlos, apresentador do programa Giro Final. Ouça: