Polícia Civil fecha fábrica clandestina de álcool em Araranguá

Um casal foi preso e produtos destinados à fabricação de álcool adulterado foram apreendidos

68

No final da tarde de terça-feira (24), a Polícia Civil apreendeu dois galões de álcool em um estabelecimento comercial, em Araranguá, após receber denúncias da fabricação de álcool gel de forma clandestina. Conforme o Delegado Regional, Diego de Haro, os produtos estavam em desacordo com as normas de vigilância sanitária, sem origem e dados obrigatórios.

Os proprietários que faziam a venda foram autuados em flagrante. No mesmo local foram encontradas caixas de fogos de artifícios, também em desacordo (sem licença) e por isso os responsáveis também foram autuados pelo artigo 56 da lei de crimes ambientais.

Em continuidade às diligências, foram apreendidos quase mil litros de produtos destinados à fabricação de álcool adulterado, água sanitária e detergente. Segundo o delegado, esta seria a mesma fábrica que estava fazendo os produtos e vendeu galões para o mercado. Em razão disso um casal que estava na residência foi preso em flagrante pelo artigo 273 do Código Penal. Atuaram na ação policiais civis da Central de Plantão Policial (CPP), 1ª DP e Delegacia Regional de Polícia.