Reclamação sobre os Correios de Urussanga só no “0800”

Usuários do serviço vem reclamando diariamente sobre atrasos nas entregas de correspondência

575
Foto: Divulgação

O programa Comando Marconi vem recebendo uma série de reclamações referentes a agência dos Correios de Urussanga. “Os Correios não realizam mais entregas aqui no meu bairro”. “Os boletos chegam sempre atrasados e temos que pagar juros e multas”. “O atendimento é muito ruim”. Estes são alguns dos argumentos utilizados e enviados no whatsapp da Rádio Marconi FM.

Funcionários da agência de Urussanga não falam, de acordo com orientação da empresa, que proíbe os trabalhadores locais de darem explicação. O único canal de reclamação é o Fale Conosco dos Correios (0800 7250100) ou pelo site www.correios.com.br.

A reportagem Marconi, em contato com a assessoria de imprensa da Superintendência Estadual dos Correios, recebeu uma nota de “esclarecimento sobre entrega postal em Urussanga”.

Confira na íntegra:

Os Correios informam que a entrega domiciliar em Urussanga encontra-se em dia. Não há falta de efetivo nas unidades do município, e as encomendas são monitoradas diariamente e entregues sem atraso pelo Centro de Distribuição Domiciliar (CDD) da região. Desde outubro de 2019, Urussanga conta com um veículo que atende todo o município – antes disso, a entrega de encomendas era realizada com um veículo que atendia também Cocal do Sul.

A entrega de correspondências no município segue a Distribuição Domiciliária Alternada (DDA). O objetivo da DDA é otimizar a logística do percurso feito pelo carteiro, de forma que a distribuição ocorra em dias úteis alternados. Ou seja, a entrega ocorre a cada dois dias na mesma rua para objetos simples e cartas registradas. Ressaltamos, no entanto, que os prazos de entrega são respeitados e a distribuição de telegrama e encomendas expressas permanece diária.

Ainda sobre as correspondências, os Correios não podem responder pelo envio tardio de boletos e faturas pelos prestadores de serviço, em alguns casos a poucos dias úteis antes da data de vencimento estipulada. Nesse caso, orientamos os clientes a solicitarem a segunda via da fatura junto ao fornecedor, evitando cobranças de juros e encargos.

Já sobre as reclamações sobre o atendimento telefônico na agência de Urussanga, informamos que os empregados da unidade estão voltados à demanda de atendimento no balcão e serviço interno. Desta forma, reforçamos aos clientes que pedidos de informações e/ou reclamações pontuais devem ser registrados no Fale Conosco dos Correios (0800 7250100/www.correios.com.br) para que possamos dimensionar e melhorar o atendimento à população.

Orientações sobre entrega domiciliar

Para uma melhor prestação dos serviços dos Correios, é necessário que a população mantenha seus endereços atualizados. É de extrema importância para o trabalho dos Correios que a numeração dos imóveis seja oficial, definida pelas prefeituras. Os imóveis devem apresentar numeração de forma ordenada e individualizada e dispor de caixa receptora de correspondência, localizada na entrada. Na inexistência de caixa receptora, é preciso ter a presença de algum responsável pelo recebimento no endereço de entrega.

Condições para entrega – Como prevê a Portaria 6206/2015 do Ministério das Comunicações, os Correios realizam a entrega domiciliar sempre que atendidas as seguintes condições mínimas:

  • correta indicação do endereço de entrega no objeto postal;
  • vias e logradouros com condições de acesso e de segurança ao empregado;
  • vias e logradouros com placas indicativas instaladas pelo órgão responsável;

Cabe ao órgão municipal ou distrital a responsabilidade de instalar placas indicativas de nomes nos logradouros e vias – deve-se exigir dos órgãos públicos a oficialização de logradouros, no caso de endereços ainda não contemplados para entrega domiciliar pelos Correios. Nas localidades que não contemplam os requisitos mínimos para distribuição externa de correspondências, os Correios prestam serviço à população por meio de Caixas Postais Comunitárias ou Posta Restante.

A redação