A Divisão de Investigação Criminal de Criciúma esclareceu o homicídio praticado no último sábado (8), em Criciúma. Por volta das 18 horas, Eduardo Moreira da Silva, de 36 anos, natural de Alvorada/RS, faleceu em sua casa no bairro Santa Luzia, por asfixia causada por um golpe “mata leão” desferido pelo cunhado F.V.S.O., de 23 anos, natural de Gravataí/RS.

Segundo a DIC, o autor do golpe fugiu do local logo após aplicar o golpe, mas na segunda-feira (10) atendeu a intimação e compareceu na Delegacia. O homem relatou que no dia do crime  estava com sua irmã e a vítima usando cocaína e bebendo, desde o dia anterior, na casa de Eduardo, quando ele teve uma espécie de surto psicótico, passando a quebrar as coisas dentro de casa e tentar agredir a esposa. Na tentativa de imobilizar Eduardo aplicou o golpe “mata leão”, mas acabou se excedendo, não desejando em nenhum momento matar o cunhado, de quem era amigo e sócio em uma empreiteira.

A versão do autor foi confirmada por uma vizinha, pela esposa e pela mãe da vítima, caracterizando a ação como homicídio culposo, crime pelo qual o autor F. V. S. O será indiciado, assim que o inquérito policial for concluído. Esse foi o 9º homicídio praticado em Criciúma no ano de 2019, dos quais 7 já foram esclarecidos.