Homem é condenado a mais de 15 anos de prisão em Içara

O crime de homicídio contra a madrasta aconteceu em julho de 2017, no bairro Raichaski

33
Foto: Divulgação

Um homem acusado de tirar a vida da madrasta foi condenado em Sessão do Tribunal do Júri da comarca de Içara, em sessão realizada nesta quarta-feira (22), a  15 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado. Ele foi condenado por homicídio qualificado mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, que foi atingida na cabeça por um tiro de garrucha, que causou sua morte por traumatismo crânio-encefálico. O fato aconteceu em julho de 2017, no bairro Raichaski e teria sido motivado por uma discussão que acontecia entre a mulher e o pai do réu.

Além da autoria do homicídio, o Conselho de Sentença também reconheceu o porte ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito. O réu terá que cumprir a pena de 15 anos e seis meses de reclusão, em regime fechado, além de pagamento de multa.

Colaboração: Fernanda de Maman / Comunicação TJSC