O pianista Miguel Proença é o novo presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte). A informação foi oficializada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (15). A instituição, ligada ao Ministério da Cidadania, é responsável pelo desenvolvimento de políticas públicas de fomento a artes visuais, música, circo, dança e teatro. Proença substitui o ator Stepan Nercessian.

Doutor em Música pela Escola Superior de Música de Hannover, na Alemanha, Proença integrou o corpo docente do Instituto de Artes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e exerceu o cargo de professor convidado da Universidade de Música de Karlsruhe, na Alemanha.

Natural de Quaraí (RS), foi diretor da Escola de Música Villa-Lobos, diretor artístico do Teatro do SESI-RS e secretário Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. Antes de se juntar à equipe do Ministério da Cidadania, Proença dirigiu a Sala Cecília Meirelles, no Rio de Janeiro, de abril de 2017 a janeiro de 2019.

Durante seus mais de 50 anos de carreira, Proença gravou vários CDs, incluindo a coletânea “Piano Brasileiro” (2005), que recebeu da Unesco o prêmio Patrimônio da Música Brasileira, e o disco “Tango”, gravado com Bibi Ferreira. Tocou em diversos concertos no Brasil e no exterior.

Fonte: Ministério da Cultura