O projeto que permite a compra de energia mais barata pelas pequenas distribuidoras, como a que opera em Urussanga, foi aprovada nesta quarta-feira (12) pela Comissão de Finanças e Tributação do Congresso Federal. A proposta do deputado Esperidião Amin que altera a lei de 2002 e 1996 tem o objetivo de compensar o impacto tarifário da reduzida densidade de carga na área de atuação de concessionários e permissionários de distribuição cujos mercados sejam inferiores a 700 GWh por ano.

A proposta tem tramitação conjunta com outro projeto do deputado Jorge Boeira. Hoje, Urussanga tem mais ou menos 70% do seu território atendido por uma empresa que cobra a quarta maior tarifa do Brasil, sendo a primeira mais cara em Santa Catarina.

A proposição é sujeita a apreciação conclusiva das comissões. O projeto agora será encaminhado para a Comissão de Constituição e Justiça. Caso aprovado vai para o Senado Federal (não tem necessidade de ser votada no plenário).

Colaboração: Renan Schlickmann / Assessoria de Comunicação