O presidenciável do Partido Novo, João Amoêdo e Bernardinho chegam à Florianópolis nesta sexta-feira (14). O candidato inicia sua agenda na cidade com um almoço no Lagoa Iate Clube (LIC) e em seguida vai para Criciúma, onde proferirá palestra – “O NOVO Brasil que queremos” -, na Sociedade Recreativa Mampituba, às 20h.

A modernização do Estado brasileiro, por meio de uma gestão técnica e eficiente, será um dos temas debatidos no encontro. “Esta é a síntese de um grupo que vem crescendo em torno da discussão sobre a realidade brasileira. O cidadão comum paga os impostos e sustenta a máquina estatal, tendo pouco retorno nos serviços prestados. Uma organização construída a partir desses cidadãos é o saque inicial para chegar a esse novo país”, afirma Amoêdo.

Dia 15 (sábado), o presidenciável retorna à Florianópolis, onde fará uma caminhada pelo Mercado Público, no centro da cidade, e se apresentará no evento Empreende Brasil, que acontece no Centrosul.

Sobre o Partido Novo

O partido foi fundado em 2011 por um grupo de 181 cidadãos comuns, de 35 profissões diferentes, sem experiência na política. Em 2016, após participar da sua primeira eleição, o NOVO elegeu quatro vereadores. Para se candidatar pela legenda, que não faz uso do fundo partidário ou eleitoral, o candidato precisa ser ficha limpa e participar de um processo seletivo.

Atualmente o NOVO é mantido por seus mais de 21 mil filiados e apoiadores. Além disso, é um dos partidos mais seguidos nas redes sociais e seu pré-candidato à presidência é um dos líderes do ranking de doações por crowdfunding.

Sobre João Amoêdo 

Nascido em 22 de outubro de 1962, na cidade do Rio de Janeiro. Filho de um médico do Pará e de uma administradora do Rio Grande do Norte, João se formou em engenharia civil pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em administração de empresas pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ).

Começou sua carreira como trainee no Citibank, foi diretor executivo do Banco BBA Creditanstalt, presidente da Finaústria CFI, vice-presidente e membro do conselho de administração do Unibanco, membro do conselho de administração do Banco Itaú BBA e membro do conselho de administração da empresa João Fortes Engenharia. Em 2011, indignado com a alta carga tributária e com os péssimos serviços recebidos do Estado, fundou o NOVO. Em junho de 2017 João deixou a presidência do partido para apresentar sua candidatura à Presidência do Brasil.