O prefeito de Içara e presidente do “Consórcio Intermunicipal de Atenção à Sanidade Agropecuária da Região Carbonífera” (CIASAMREC) Murialdo Gastaldon participou na tarde desta quarta-feira (26) de reunião com os Vereadores de Urussanga para esclarecer alguns pontos sobre o Projeto de Lei PE Nº 34/2017 em tramitação na Câmara Municipal.

O Repórter Edi Carlos participou do encontro. Ouça abaixo:

 

O Consórcio criado em 2014 visa desenvolver a agroindústria familiar dos Municípios membros, disponibilizando técnicos e veterinários. O PE Nº 34/2017 ratifica alterações no Contrato de formação do Consórcio composto pelos 12 municípios da Associação dos Municípios da Região carbonífera (AMREC). Em Urussanga o Projeto estava parado aguardando esclarecimentos sobre a criação de cargos no quadro de colaboradores do consórcio.

Murialdo Gastaldon explicou que o cargo de articulador político, o qual travou a aprovação do Projeto em Urussanga, tem a função de fazer a integração entre prefeituras, produtores e  Instituições Estaduais e Federais do setor agrícola, trabalhando para habilitar os membros do Consórcio, além de potencializar as ações da entidade. “O cargo não tem viés politico, mas sim, de manter as lideranças da região, de todos os partidos, engajadas na consolidação e ampliação do Consórcio”, declarou.

Jair Nandi (PSD) presidente da Comissão de Constituição, Redação e Justiça da Câmara de Vereadores de Urussanga justificou o atraso na liberação do Projeto à prudência dos Vereadores em aguardar mais informações, principalmente no que se referia à criação do cargo de articulador político no quadro de funcionários do Consórcio. “Urussanga é um município com base na agricultura familiar e os projetos que visam desenvolver o setor são importantes e merecem uma discussão criteriosa por parte dos Vereadores”, destacou.

Odivaldo Bonetti (PP), Presidente da Câmara de Vereadores de Urussanga, esclareceu que a falta de comunicação foi um dos motivos para o atraso na aprovação do Projeto, pois os questionamentos feitos através de oficio pelos Vereadores, não foram respondidos em tempo pelo Consórcio.

Além do Presidente do CIASAMREC e dos Vereadores de Urussanga, participaram da reunião os médicos veterinários Marcelo Pedroso da EPAGRI e Mariah Freitas da prefeitura de Içara. Os Veterinários informaram que os técnicos do Consórcio devem, a partir da entrada em vigor das alterações do Projeto, trabalhar com os agricultores para a adesão ao sistema brasileiro de inspeção – SISBI e com isso poderem comercializar seus produtos em todos os Municípios membros, ampliando o potencial de produção e vendas. A adesão ao SISBI segue critérios estabelecidos pelo Ministério da Agricultura, mas é exigido somente para quem deseja vender seus produtos fora do município de origem.

Para usufruir de todos os benefícios propostos pelo CIASAMREC o Município de Urussanga vai investir entorno de R$ 800,00 mensais. De acordo com Murialdo Gastaldon o projeto vai desenvolver a agricultura familiar com a ampliação do mercado consumidor. Além dos 12 Municípios da AMREC membros do consórcio, Pescaria Brava e Jaguaruna demonstraram interesse em participar da Associação. O projeto em Urussanga vai à votação na sessão desta terça-feira (27).

Fotos: Edi Carlos De Rezende/Repórter Marconi

Colaboração: Wilson Adriani / Câmara de Vereadores Urussanga