A alteração dos limites da área definida como zona de parque nas margens da Rua João de Rochi, na Estação Cocal, será pauta de audiência pública em Morro da Fumaça. O debate acontece no dia 26 de fevereiro, às 19h, no salão paroquial da Igreja Católica na Estação Cocal. A comunidade vai conhecer os limites atuais e a proposta de alteração na zona de parque, incluindo as consequências e os benefícios desta mudança no zoneamento.

De acordo com o presidente da Fundação do Meio Ambiente de Morro da Fumaça (FUMAF), Natan Felipe Souza, a zona de parque foi estabelecida em 2014, onde já havia construções e estabelecimentos construídos. Após a solicitação de supressão de uma parte da vegetação no local, a fundação preferiu convocar a comunidade para rediscutir os limites desta zona de parque.

“Nós verificamos que as limitações desta zona de parque vão além da área verde, avançando sobre as construções no local. Precisamos regularizar a situação e a proposta de alteração já foi aprovada pelo Conselho de Desenvolvimento Municipal. O próximo passo é discutir com a comunidade em audiência pública, antes de enviar proposta de alteração para a Câmara de Vereadores”, explica o Natan.

Uma das cláusulas para mudança desta zona de parque está a criação do Parque Ecológico Municipal e do Horto Florestal, que hoje carecem no município. “Além de regularizar uma área que está com problemas na cidade, ainda temos a oportunidade de criar condições de trazer benefícios para a comunidade e a área ambiental de Morro da Fumaça”, comenta o presidente da FUMAF.

Colaboração: Filipe Casagrande