O tempo interferiu na produção de uva em Santa Catarina. A safra veio antes e com um sabor diferenciado. A colheita foi antecipada porque o inverno mais quente que dos outros anos fez com que as plantas florescessem mais cedo e com isso, os frutos amadureceram antes do tempo.

O calor, porém, fez bem pra uva. A quantidade colhida não foi grande, mas a qualidade do fruto aumentou.

“Não é uma super safra, mas também não é uma safra fraca. Como tivemos muito sol, temos uma safra muito boa de uva, com uma boa coloração, um bom tamanho de baga e muito açúcar, que é o que mais manda para ter qualidade degustativa boa”, disse o engenheiro agrônomo da Epagri, Emillio Della Bruna.

Nas vinícolas de Urussanga, o clima também é de otimismo. A colheita da uva Goethe já começou e a safra deste ano promete ser boa.

Em uma das vinícolas, as férias terminaram mais cedo porque a colheita começou 15 dias antes do prazo. Para dar conta do trabalho, contratou dez funcionários temporários. As caixas de uva vão chegando e já vão logo sendo processadas. E pelas primeiras análises é possível ver que o sol também fez bem para esse tipo de uva.

“Um grau de açúcar muito bom, o que deve gerar vinhos de excelente qualidade”, disse o enólogo Matheus Damian.

Informação do Portal G1/SC