Polícia Civil abriu inquérito para investigar o acidente de trânsito envolvendo o ex-deputado federal João Pizzolatti, ocorrido na quarta (20). O delegado responsável pelo caso, Douglas Teixeira Barroco, disse que o fato de não ter ocorrido o flagrante não compromete a apuração, como mostrou o NSC Notícias desta quinta-feira (21). Pizzolatti se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas houve o auto de constatação de embriaguez.

O carro que Pizzolatti dirigia invadiu a pista contrária e bateu em dois veículos em Blumenau, no Vale do Itajaí, segundo relatório da Polícia Militar Rodoviária (PMRv). O advogado dele, Michel Saliba Oliveira, informou que o ex-deputado está se recuperando do trauma e que vai se manifestar e se colocar à disposição dos órgãos de investigação para prestar os esclarecimentos.

Mais informações no Portal G1/SC