Os parentes de Day McCarthy, a socialite que fez declarações racistas à Titi – filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank – deram uma entrevista ao jornal O Globo desta terça-feira (28) e ofereceram mais detalhes sobre a vida da mulher de 28 anos.

Segundo a família, na verdade Day é apenas um apelido que a socialite adotou após ir para os Estados Unidos, seu nome de registro é Dayane Alcântara Couto de Andrade. O contato com os parentes ficou distante desde que ela se mudou da cidade onde cresceu, Presidente Kennedy, localizada no interior do Espírito Santo, para o Rio de Janeiro.

Redes sociais

Em seu perfil no Instagram, rede social onde Day disseminou o ódio contra Titi e Rafinha Justus – filha dos apresentadores Ticiane Pinheiro e Roberto Justus – ela se autointitula “socialite e escritora”, já tendo publicado quatro exemplares, mas não revela seus títulos. Após toda a polêmica envolvendo racismo, a conta de Dayane foi excluída por alguns dias até tudo se resolver judicialmente.

Nesta terça-feira, dia 28, vazaram a informação de que Day ainda pode responder pelos crimes de injúria racial, difamação e injúria. A polícia do Rio de Janeiro deu entrada em um inquérito para apurar todo o caso após o ator global Bruno Gagliasso registrar um boletim de ocorrência contra a suposta “socialite”.