Comissão da Assembleia de SC aprova venda de cervejas nos estádios

Projeto de lei foi aprovado nesta terça-feira pela Comissão de Segurança Pública da Alesc. (Foto: Eduardo G. de Oliveira / Agência AL)
- Publicidade -

A regulamentação de cerveja nos estádios de arenas esportivas de Santa Catarina passou por mais um capítulo nesta terça-feira com a aprovação na Comissão de Segurança Pública da Assembléia Legislativa (Alesc). Agora, o projeto de lei segue para a última comissão, a de Direitos Humanos. Se for aprovada novamente, a medida poderá ser colocada em votação no plenário da Casa. Uma emenda de autoria do deputado Rodrigo Minotto (PDT), que prevê reserva de 20% para a comercialização de cervejas artesanais produzidas no Estado, foi incluída ao projeto original. O deputado concedeu entrevista no programa Comando Marconi desta quarta-feira (08) e falou sobre o assunto. Ouça:

 

Os clubes são favoráveis ao retorno das vendas de cervejas aos estádios, proibida desde 2008, e têm feito uma série de ações por meio da Associação de Clubes de Futebol Profissional de Santa Catarina (SCCLUBES). A primeira foi em setembro de 2016, após as Olimpíadas do Rio de Janeiro, quando ocorreu uma Audiência Pública sobre o tema na Alesc.

De acordo com a Associação, a arrecadação dos clubes diminuiu com a proibição porque muitas pessoas deixaram de ir aos estádios. A estimativa é de queda de 30% a 35% de público. Ainda conforme a entidade, somente a Chapecoense projeta que a arrecadação nos bares do clube seria 10 vezes maior com o retorno da venda de cervejas. Já o Figueirense calcula uma perda de até R$ 600 mil por ano.

Em 2016, os clubes fizeram uma pesquisa por meio das redes sociais com mais de 6,2 mil torcedores, sendo 68% foram favoráveis à venda à venda de bebida alcoólica nos estádios.

COMPARTILHAR