Acesso ao Farol de Santa Marta deve ser concluído em dezembro

- Publicidade -

O clima de verão está cada vez mais perto. Com ele, aumenta o movimento nas praias. Um dos principais cartões-postais do litoral catarinense por anos seguidos foi motivo de reivindicação da comunidade e dos turistas que apreciam as belezas do Farol de Santa Marta, em Laguna.

O trecho é conhecido por acúmulo de buracos, poeira e outros transtornos que afetam diretamente os condutores. No entanto, para o próximo verão, o cenário será diferente. O trecho de 2,6 quilômetros está compactado após a terraplanagem e, nas próximas semanas, receberá a primeira capa asfáltica.

De acordo com o secretário de Infraestrutura do Estado, Luiz Fernando Cardoso, o Vampiro, entre os dias 5 e 10 de dezembro, a obra será concluída. A pista foi levantada em cinco metros no seu leito durante a terraplenagem. Além da estrada asfaltada, todas as obras complementares também serão entregues no prazo. “A obra está bem adiantada. Vistoriamos toda a semana e com a entrega da pavimentação aumentará o fluxo turístico melhorando o acesso aos restaurantes e pousadas, além de garantir a segurança no trânsito aos moradores locais”, afirma o secretário.

O investimento é de R$ 3,8 milhões e faz a ligação do Farol com a SC-100. Segundo o secretário, o pavimento ainda contará com ciclofaixa de 2,5 de largura, pista de caminhada de um metro à direita e ainda o grande diferencial que será o deck de madeira tratada com quatro escadarias com visual para o mar nos metros finais da estrada. O acesso de carros à orla na altura da Praia do Cardoso será fechado pela prefeitura de Laguna. “O deck será um dos grandes diferenciais do local proporcionando ao turista apreciar o mar nas margens da rodovia. Essa é uma obra de alta qualidade que nos comprometemos e vamos entregar dentro do prazo previsto”, reforça Vampiro.

A obra paralisou em 2013 por desistência da empresa contratada à época e o processo foi retomado com nova licitação em janeiro e entrega da ordem de serviço em maio.

Com informações do Portal Notisul

COMPARTILHAR