A Prefeitura de Criciúma, por meio da Secretaria de Educação, iniciou nesta segunda-feira (30), o período de matrículas para novos alunos do ensino infantil e fundamental em escolas da rede municipal. Pais ou responsáveis têm até sexta-feira (3) para procurar uma das 72 unidades educacionais da Administração Municipal e concluir a matrícula para o ano letivo de 2018. As escolas atendem das 8h às 17h. Na quinta-feira (2), Dia de Finados, as escolas municipais estarão fechadas. 

De acordo com a secretária municipal de Educação, Roseli de Lucca, a rede municipal de ensino de Criciúma possui aproximadamente 19 mil alunos. “Os pais ou responsáveis devem priorizar escolas localizadas perto de suas residências. As matrículas em algumas unidades educacionais respeitam a ordem de chegada. Caso o número de vagas for preenchido, os pais devem realizar o cadastro de espera”, destaca.

Conforme Roseli, para matricular crianças de 1 a 5 anos e 11 meses, em período integral, os pais ou responsáveis devem apresentar comprovantes de trabalho atualizado. “Durante todo o ano letivo vamos realizar matrículas por transferência”, explica.

Confira os documentos necessários para a matrícula no ensino infantil e fundamental:

– Cópia da certidão de nascimento
– Cópia da carteira de identidade (caso o aluno tenha)
– Cópia do CPF (caso o aluno tenha)
– Cópia da carteira de vacinação (educação infantil)
– Cópia do cartão do SUS atualizado
– Cópia do comprovante de residência (fatura de água ou luz atualizado)
– Cópia do Cartão Bolsa Família com a numeração do cartão (caso a família seja contemplada pelo programa)
– Cópia do CPF e carteira de identidade da mãe (obrigatório)
– Comprovante de trabalho dos pais ou responsáveis legais, informando horário da jornada de trabalho, com a identificação da logo e carimbo da empresa, devidamente assinado (educação infantil)
– Comprovante de trabalho informal dos pais ou responsáveis legais, informando os dias e os horários da jornada de trabalho, devendo ser registrado em cartório (educação infantil)
– Comprovante de vacina HPV (meninas e meninos)
– Apresentar declaração de guarda emitida pelo Juizado da Infância e Juventude para as crianças que convivem com responsáveis legais.

Colaboração: Ana de Mattia / Decom