O assunto envolvendo a Prefeitura de Morro da Fumaça e a Casan ainda não acabou. No dia 02 de outubro, foi publicado o decreto rompendo o contrato com a Casan. Dias depois, a justiça deferiu o pedido. O último capítulo aconteceu na terça-feira (17), quando houve a suspensão da liminar que rompia o contrato do município com a Casan. Neste dia, o prefeito Noi Coral, e o vice Eduardo Guollo, estavam em Brasília.

Sobre a decisão de romper com a Casan. “A população quer a municipalização. Temos o apoio da população”, analisa ele.

A declaração mais polêmica foi em relação a não ter comunicado os vereadores da decisão. “Vou resumir em uma frase. O executivo, executa. Tomas as decisões. Os vereadores analisam os projetos e fiscalizam. Foi uma atitude do executivo, e só coube ao executivo essa decisão”, dispara o prefeito de Morro da Fumaça.

O prefeito, Noi Coral, concedeu entrevista ao repórter Enio Biz, no programa Comando Marconi desta sexta-feira (20). Ouça: