Por: Edi Carlos De Rezende.

Com a aproximação do Dia de Finados (02 de novembro) é importante não deixar os reparos e limpeza dos túmulos para a última hora. De acordo com a Administradora do Cemitério de Urussanga, Ronilda Cancellier Bernardo (Dona Nina), em Urussanga há algumas regras a serem obedecidas.

As famílias que têm os seus entes queridos no Cemitério de Urussanga, devem se organizar para realizar a limpeza com lava a jato ou com mangueiras, até a próxima sexta-feira (20 de outubro). Depois desta data as pessoas poderão higienizar somente com baldes com água, isto porque a administradora do local tem que organizar a limpeza dos demais espaços do cemitério.

Dona Nina é responsável por fazer a limpeza da área. Ela também faz a pintura dos postes, meios-fios e Coreto que é utilizado para as celebrações. “Nós gostaríamos de pedir para quem ainda não limpou as capelas ou túmulos, que viessem até o cemitério e lavassem os locais no prazo marcado, para não gerar desconforto para ninguém. Temos um carinho enorme por esta atividade que realizamos, por isto pedimos respeito e a compreensão de todos”, convida ela.

Marlene Citadin Torquato e Paulo Machado aproveitaram para antecipar a limpeza dos túmulos da família. “Nós viemos limpar nesta terça-feira (17) porque o prazo encerra dia 20. Nós aproveitamos o tempo bom”, diz Paulo.

No ano passado algumas pessoas não acataram o pedido e lavaram os túmulos e capelas, com lava a jato, fora da data informada, chegando a sujar outros espaços que já estavam limpos. A falta de compreensão sobrecarrega a responsável pelo local, porque ela precisará ajudar na limpeza dos locais que outrora foram higienizados.

“Se todos vierem pelo menos três semanas antes, quando chegar no dia “Dia de Finados” não haverá a necessidade de sujar a frente de outros túmulos. Respeito também é bom, e todos fazendo a sua parte ficará mais bonito”, destaca Janete que, juntamente com o seu marido Lindomar Mutini, realizou a limpeza do túmulo com antecedência.

O Repórter Edi Carlos conversou com a Dona Nina, ouça:

 

Imagens