Mais uma vez a crise na saúde entrou em debate em Santa Catarina, mas pouco se avançou no tema. O presidente da Comissão, deputado Neodi Saretta (PT), reforçou que a crise na saúde, com falta de medicamentos e suspensão de cirurgias, é preocupante. “Essa situação nos deixa extremamente angustiado. Queremos auxiliar na busca de soluções, ainda que elas caibam principalmente ao Poder Executivo e, neste sentido, precisamos saber as reais dificuldades pela qual passa o setor”, falou o deputado.

Aos microfones da Rádio Marconi, Saretta  diz que a Comissão irá cobrar o cumprimento do repasse de 13% da receita do Estado para a saúde, que hoje acontece nos empenhos, mas não se sabe se chega a ser pago.

Ouça a entrevista na íntegra: