O desfile cívico atraiu o público em Morro da Fumaça que se aglomerou para acompanhar as mais de 30 atrações em comemoração ao Dia da Independência do Brasil. O desfile realizado nesta quinta-feira, dia 7, contou com a presença de alunos e professores das 13 escolas municipais, duas estaduais e uma particular, além de quatro fanfarras entre os participantes do evento que se estendeu pela Rua 15 de Novembro.

O prefeito Noi Coral cumprimentou os presentes e disse que a paixão pelo Brasil deve ser diária, mesmo quando falta motivos para que isto aconteça. “Vivemos um momento delicado no nosso país nos aspectos econômicos, sociais e políticos. Quem deveria dar o exemplo lá em cima não o faz, desestimulando o restante do povo. Mas devemos lembrar que o Brasil é maior que tudo isso, e cedo ou tarde cada um vai responder pelos seus atos. As pessoas boas ainda são maioria”, observa.

Para o vice-prefeito Eduardo Guollo, a data deve servir de reflexão para todos os brasileiros. “O nosso patriotismo está acanhado pelo excesso de problemas que acompanhamos diariamente. Se cada um fizer as coisas corretas, ajudar a comunidade, fiscalizar os representantes e contribuir com a sua cidade, vamos ter um Brasil muito melhor de se viver”, comenta.

A secretária interina do Sistema Educacional, Márcia Cechinel, agradeceu a todos os participantes que fizeram bonito no desfile cívico e ao público, que saiu cedo de casa para acompanhar as apresentações. “As comemorações do Dia da Independência resgatam o amor à pátria que estamos precisando. É bom saber que temos um povo apaixonado por esta terra e que insiste em ver este país melhor e mais justo para todos”, declara.

Grito dos Excluídos denuncia os abusos contra a sociedade

Os membros do Grito dos Excluídos aproveitaram o desfile cívico em Morro da Fumaça para se manifestar contra os abusos que prejudicam a sociedade. A violência contra a mulher, o desrespeito ao idoso, a corrupção e as manobras constitucionais praticadas no Congresso em detrimento dos direitos do trabalhador foram alguns dos tópicos apresentados pelos manifestantes.

Colaboração: Filipe Casagrande  / Assessoria de Comunicação