O concurso público que havia sido anunciado pela gestão anterior do município de Urussanga, no final do ano passado ainda está sem definição.

Em agosto, quando finalmente todos aguardavam por um desfecho favorável, o executivo municipal decidiu desabilitar a empresa vencedora da licitação por acreditar que o valor proposto pela empresa não cobriria o custo para a realização do mesmo.

A empresa desabilitada tinha o prazo de cinco dias para contestar a decisão, mas a vencedora do primeiro processo, não recorreu na justiça.

Nesta quarta-feira (06), conversamos com o Assessor Jurídico da Prefeitura de Urussanga, Cléber Luiz Cesconetto. Durante a entrevista, o funcionário do executivo municipal explicou detalhes sobre o novo edital que está em fase final de elaboração e deverá lançado nos próximos dias.

Ouça na íntegra: