Temer anuncia reforma ministerial e quer concluí-la até dezembro

Foto: Reuters
- Publicidade -

Depois de o ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), pedir demissão, na tarde desta segunda-feira, o presidente Michel Temer (PMDB) divulgou um comunicado em que agradece ao tucano “pelos bons serviços prestados” e anuncia que iniciará uma reforma ministerial, “que estará concluída até meados de dezembro”.

O presidente vinha sendo pressionado pelo chamado “Centrão”, que inclui partidos como PP, PSD, PR, PRB e PTB, a mexer na configuração do primeiro escalão do governo. Os líderes do grupo condicionam à reforma ministerial a aprovação de medidas econômicas propostas pelo Planalto, sobretudo a reforma da Previdência em tramitação na Câmara, principal trunfo do legado reformista que Temer pretende deixar.

Leia mais no MSN.com

COMPARTILHAR