Rede Feminina de Combate ao Câncer celebra 35 anos

Foto: Divulgação

A Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) de Criciúma completa neste sábado 35 anos de história. A Organização Não-Governamental (ONG) foi fundada por Zulma Manique Barreto e um grupo de amigas, em 9 de setembro de 1982.

“Nosso principal objetivo é a prevenção do câncer de mama e de colo de útero. Fornecemos requisições para mamografia, e realizamos o exame preventivo de colo de útero e mama. Também fazemos o trabalho de conscientização, por meio de palestras em escolas, empresas, e clubes de mães”, conta a presidente da RFCC, Rosa Maria Bernardini dos Santos.

Somente neste ano, até o mês de agosto, 11.171 pessoas já passaram pela Rede Feminina de Criciúma. “De março até hoje foram feitas 964 coletas de exame preventivo. Consultas médicas foram 443, colposcopia, que é o exame feito quando o preventivo de colo apresenta alguma alteração, foram 146. Exames de tique de mama foram feitos 565. Mamografias foram disponibilizadas 619 requisições, destas 106 apresentaram alteração. Biópsias de colo uterino foram 45. Além de quatro conizações, que são realizadas depois da colposcopia. No serviço de apoio as pacientes do setor de quimioterapia do Hospital São José foram feitos 6.869 atendimentos e no São João Batista 1.410”, informa

Ainda segundo Rosa Maria, as pacientes com câncer recebem orientações sobre os seus direitos.

Missa em comemoração aos 35 anos

Neste sábado, uma missa será realizada na Catedral São José, a partir das 17 horas, para celebrar os 35 anos da Rede Feminina.

Horário de atendimento especial

Nas terças e quintas, a Rede Feminina está realizando atendimento em horário especial na sua sede, das 12 horas às 20 horas.

Outubro Rosa

Para celebrar o Outubro Rosa, no dia 7 haverá uma carreata pelas principais ruas de Criciúma. No dia 21, ocorrerá um passeio de motocicleta, promovido pelo Grupo 299, No dia 28, fechando o mês de conscientização, será realizada uma caminhada.

Saiba mais sobre a Rede Feminina de Combate ao Câncer (RFCC) de Criciúma

A RFCC tem por missão educar, prevenir, reabilitar, prestar assistência social integrada e reintegrar à sociedade o paciente com câncer. Sempre trajadas com roupas cor-de-rosa, as voluntárias criaram, ao longo dos anos, uma imagem de suavidade, leveza e conseguem disseminar a tranquilidade e conforto que remetem a elas verdadeira imagem angelical.

Atualmente a ONG conta com cerca de 70 voluntárias, divididas nos setores Assistencial, Religioso (Samaritanas, que atuam no Hospital São João), Centro de Apoio Oncológico (Caon) no Hospital São José, Educacional, Divulgação e Social. Uma médica e uma enfermeira, cedidas pela Afasc, também atuam na instituição.

Na sede da Rede Feminina funciona a Unidade de Coleta, sendo disponibilizados exames preventivos e esclarecimentos de dúvidas sobre sexo, câncer e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST´s). Uma vez por semana, uma médica atende as pacientes que procuram a entidade. A Rede funciona de segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas.

Todos os serviços oferecidos pela Rede Feminina são gratuitos. A sede da ONG fica na Avenida Getúlio Vargas, Edifício Bolonha, 7º andar. Mais informações pelo telefone 3437-1006.

Com informações do site Engeplus

COMPARTILHAR