Sonore leva música eletrônica ao Parque Municipal de Urussanga

Foto: Diessica Daros
- Publicidade -

A terra do vinho é o destino da 5ª edição do Sonore, evento de música eletrônica, artes e ocupação de espaço público. O encontro, que já ocorreu em Criciúma e Balneário Rincão, inova mais uma vez na edição de Urussanga, no próximo domingo (27), a partir das 14h, trazendo atrações inéditas para o Parque Municipal Ado Cassetari Vieira.

Desta vez, os convidados serão os DJs Abraham e Caetano, já consagrados na cena da capital catarinense. Tidoca e Gio Piuco, que também organizam o encontro, e o duo Geometrie serão os representantes da região. Nas exposições, os artistas serão os urussanguenses Angela Furlan, Ranu Marques e Augusto Trevisol.

De acordo com o DJ e organizador Tidoca, o objetivo é levar a democratização da arte à maior quantidade possível de pessoas. “A arte é popular e deve ser acessível. No nosso caso em específico, que é a música eletrônica, os eventos estão cada vez mais elitizados. Nosso intuito é quebrar esse paradigma, já que a nossa cultura não surgiu de setores privilegiados da sociedade”, explica.

O também DJ e articulador Gio Piuco fala sobre os braços abertos do município para o evento, que é gratuito e sem fins lucrativos. “Nós sempre frequentamos e gostamos muito da cidade de Urussanga, por isso ficamos muito felizes com a abertura que os órgãos municipais nos deram. Essa edição do Sonore vai ficar para a história”.

Evento pauta a sustentabilidade

Em parceria com a empresa Marlan Embalagens, o evento fará uma campanha de solidariedade e sustentabilidade. Na doação de um livro literário em bom estado, que irá para a Biblioteca Municipal de Urussanga, o doador receberá em troca um copo oficial do evento.

Para Tidoca, não existe cultura sem preservação. “Nós precisamos democratizar a cultura e os espaços, mas nada disso é válido sem preservarmos os lugares que ocupamos. O Parque é um lugar maravilhoso e é assim que pretendemos deixá-lo. Com a campanha, a pessoa poderá doar um livro, ajudar a biblioteca e ainda nos auxiliar na preservação, pois assim não usará copos descartáveis”, finaliza.

COMPARTILHAR