Governador anuncia concurso para Corpo de Bombeiros Militar

Foto: Divulgação
- Publicidade -

Por determinação do governador Raimundo Colombo, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina vai abrir concurso público com 300 novas vagas. O anúncio foi feito pelo governador na manhã desta terça-feira (1), ao comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Onir Mocelin, e ao secretário de Estado da Segurança Pública, César Grubba. As inscrições podem ser feitas a partir de agora até o próximo dia 31 de agosto.

“É uma boa oportunidade para os catarinenses ingressarem em uma das carreiras mais bonitas, que é ser bombeiro militar para prestar serviço, socorro e atendimento às pessoas. Em todo o Brasil, o nosso estado é o que tem a maior cobertura de bombeiros, pois eles estão presentes em 132 cidades. É fundamental que a gente invista no efetivo para compensar o déficit em função das aposentadorias”, disse Colombo.

O comandante-geral Onir Mocelin destacou que a corporação ampliou as áreas de atuação e se aproximou ainda mais da comunidade. “Antigamente, os bombeiros eram chamados para as ações de combate à incêndio, hoje essas ocorrências representam apenas 3% dos nossos atendimentos. Atuamos intensamente na área de emergências de saúde, em parceria com o Samu, e em vistoria de projetos, em apoio à Defesa Civil do Estado, entre outros. Quanto mais efetivos tivermos, melhor vamos poder atender à sociedade”, informou o Mocelin.

Entre as etapas, os candidatos a uma vaga vão passar por provas de conhecimento intelectual, além de testes médicos, físicos e psicotécnico. Depois de concluírem a formação, os aprovados estarão aptos para atuar nas diversas unidades do Corpo de Bombeiros espalhadas por SC.

O secretário da Segurança Pública, César Grubba, citou que, além do bombeiro, o Governo lançou concursos para outras áreas da Segurança Pública, como as polícias Civil e Militar. “O Estado tem feito um esforço sobrenatural, em razão da repercussão financeira que os concursos demandam, mas entende que reposição dos efetivos que estão se aposentando é fundamental para a prestação de serviços aos catarinenses”, observou Grubba.

Colaboração: Francieli Dalpiaz / Assessoria de Imprensa

COMPARTILHAR