Governo inicia mutirão de cirurgias previstas para a região

Foto: Agência Saúde / Divulgação

Foi dada a largada nesta terça-feira no mutirão da Campanha Estadual de Cirurgias Eletivas que se estende até setembro em Santa Catarina. Com investimento superior a R$ 8,3 milhões, foram destinados 632 cirurgias para as 11 cidades que compreendem a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec).

De acordo com o gerente regional de saúde, Fernando de Faveri, as cirurgias foram distribuídas em dois grupos, sendo 316 cirurgias exclusivas para oftalmologia (catarata), e 316 cirurgias múltiplas, gerais, ginecológicas, urologia, nefrologia, ortopedia, otorrino/cabeça e pescoço.

“Há alguns meses nós realizamos 600 cirurgias de catarata, mas o número continua aumentando. Estamos com muitos diagnósticos desta doença e novos pacientes entrando na fila, por isso tantas cirurgias são destinadas para oftalmologia”, explica de Faveri.

Transparência na fila de espera

Segundo a gerente da central de regulação, Gladys Moraes de Carvalho, a transparência nas filas será fator determinante neste mutirão. “Já está em funcionamento o Sistema de Regulação (Sisreg) implantado pela Secretaria de Estado da Saúde, onde o paciente pode acompanhar via portal na internet o seu lugar na fila. Vamos dar prioridade para quem está mais tempo na fila”, comenta. Os pacientes que possuem indicação em realizar algum procedimento cirúrgico deverão procurar a secretaria de saúde de seus municípios para o agendamento via Sisreg.

Distribuição por município

As 632 cirurgias foram divididas entre os 12 municípios da Região Carbonífera, conforme distribuição per capta, dividindo o total de procedimentos pelo número de habitantes. “Cada município terá um número x de cirurgias e será regulado/autorizado conforme a lista de espera preenchida pelas secretarias municipais de saúde no Sisreg”, explica a gerente regional da central de regulação.

Com Informações do Portal Engeplus 

COMPARTILHAR