Tarifas do transporte intermunicipal mais caras em todo o Estado

O valor das tarifas do transporte intermunicipal está mais caro em Santa Catarina. Desde a zero hora desse domingo, dia 23, o reajuste ficou estabelecido entre 6,84% e 7,23%, percentual autorizado pelo Conselho de Administração do Departamento de Transportes e Terminais (Deter).

Para as linhas rodoviárias intermunicipais, o reajuste será de 6,94% (piso 1) e 6,84% (piso 2). Já as linhas do transporte intermunicipal de características urbanas terão um aumento ainda maior de 7,23%.

As empresas de ônibus pleiteavam a atualização dos valores monetários das tarifas, entre 9 e 16%, conforme a característica da operação. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros alegou que desde dia 26 de junho de 2016 não havia reajuste, “sobrecarregando sobremaneira o equilíbrio econômico-financeiro do contrato”. Os cálculos tarifários auferidos pela aérea técnica do Deter apontaram um percentual menor, que foi adotado pelo conselho.

Para manter o equilíbrio econômico-financeiro do contrato celebrado com as empresas concessionárias ou permissionárias, e não causar maiores prejuízos ao usuário, o conselho da autarquia decidiu conceder um reajuste abaixo do pleiteado pelas empresas, de acordo os estudos internos.

“O Poder Público tem o dever jurídico de proceder os reajustes anuais, sob pena de provocar um desequilíbrio na equação econômica-financeira, gerando um prejuízo para o prestador de serviço”, explica o diretor de transportes do Deter, Amarildo Matos, acrescentando que a decisão do conselho de administração foi por autorizar índices que possam ser suportados tanto pelos passageiros como pelas empresas operadoras.

Fonte: Douglas Saviato / Engeplus

COMPARTILHAR