Diretor diz que Criciúma e Wink não foram procurados pelo Inter

Foto: Lucas Colombo/arquivo/DN

A má fase do Internacional de Porto Alegre, que ocupa a sexta colocação no Campeonato Brasileiro da Série B com 24 pontos e não consegue engrenar na competição, geram especulações sobre a saída do técnico Guto Ferreira. Entre os nomes que surgem na Capital Gaúcha está o do comandante do Criciúma, Luiz Carlos Wink, que pegou o Tigre na última colocação com nenhum ponto somado, iniciando uma recuperação que hoje coloca o Carvoeiro em nono com 23 pontos.

A ascensão Tricolor que tem Wink como um dos protagonistas chama atenção da direção Colorada, porém o Diretor Executivo de Futebol do Criciúma, Edson Gaúcho diz que ninguém foi procurado para tratar do assunto. “O Inter não procurou o clube nem o Wink. Não podemos negar as especulações e onde há especulação, pode haver verdade, pois no futebol o que é verdade hoje pode ser mentira amanhã”, enfatiza.

Ouça as informações do repórter Eraldo Luiz:

 

Fonte: Diário de Notícias

COMPARTILHAR