Indústria é o setor com melhor desempenho na geração de emprego em SC

Foto de arquivo: Jaqueline Noceti / Secom
- Publicidade -

A indústria de transformação foi o setor com o melhor desempenho na geração de vagas com carteira assinada em Santa Catarina no mês de maio deste ano, aponta relatório do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta terça-feira, 20. O segmento industrial registrou o saldo de 1.871 vagas no mês.

No entanto, outros setores apresentaram desempenho negativo e o saldo catarinense fechou em -614 vagas no mês. Mas considerado o acumulado de janeiro a maio deste ano, o saldo de 2017 ainda é positivo para Santa Catarina, com 22.729 vagas até agora.

“A geração de emprego é uma das nossas grandes preocupações. É para abrir vagas e dinamizar a economia que Santa Catarina não aumentou impostos, promove um cenário competitivo para atrair novas empresas e segue com o cronograma de investimentos em diferentes regiões do Estado”, avaliou o governador Raimundo Colombo.

Em maio deste ano, os setores que tiveram o pior desempenho foram agropecuária (-1.807 vagas), comércio (-686), construção civil (-153), serviços (-118) e extrativa mineral (-58). Além da indústria, a administração pública também teve saldo positivo (143 vagas).

Mesmo negativo, o resultado de maio em Santa Catarina foi melhor do que os dois últimos anos. Em maio de 2016, o saldo foi de -4.815 vagas e em maio de 2015 foi de -6.717 vagas.

Entre os municípios com mais de 30.000 habitantes em Santa Catarina, os maiores saldos de empregos gerados no mês de maio ocorreram em Blumenau (503 vagas), São José (444), e Mafra (226).

No Brasil, a média geral foi positiva, com o saldo de 34.253 novos postos de trabalho no mês de maio.

Colaboração: Governo de Santa Catarina

COMPARTILHAR