Deputados federais da região garantem ampliação do IFSC em Criciúma

A união dos deputados federais da região carbonífera vai permitir a ampliação da estrutura física do Câmpus Criciúma do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). O diretor-geral do Câmpus, Lucas Dominguini, obteve nesta terça-feira (20), em Brasília, a confirmação do apoio dos parlamentares à construção de um novo bloco de salas de aula, aumentando o número de vagas e a oferta de cursos na instituição.

Os deputados federais Ronaldo Benedet, Geovania de Sá e Jorge Boeira se comprometeram a viabilizar, através de emendas ao orçamento da União, a construção de um novo bloco no Câmpus Criciúma, o que permitirá à instituição ampliar das atuais 1,2 mil para 2 mil vagas. O valor estimado é de R$ 2 milhões.

“A união dos três deputados, aliada ao orçamento do Câmpus Criciúma, vai viabilizar a construção do novo bloco, o que vai permitir a implantação do curso de Engenharia Civil e a ampliação da oferta de vagas”, afirma o diretor do Câmpus Criciúma, Lucas Dominguini.

A Engenharia Civil será o terceiro curso superior do IFSC em Criciúma. Atualmente, o IFSC Câmpus Criciúma oferece cursos técnicos integrados ao Ensino Médio em Edificações, Química e Mecatrônica, cursos técnicos pós-médio em Eletrotécnica e Edificações, cursos de graduação de Licenciatura em Química e Engenharia Mecatrônica, além de diversos cursos de qualificação profissional de curta duração.

O diretor do IFSC Câmpus Criciúma esteve em Brasília para participar de uma reunião do IFSC e do Instituto Federal Catarinense com deputados da bancada de Santa Catarina. Estiveram na reunião as reitoras do IFSC, Maria Clara Kaschny Schneider, e do IFC, Sônia Regina de Souza Fernandes. O encontro, marcado com o coordenador da bancada, João Paulo Kleinubing, reuniu, além das reitoras, diretores-gerais de diversos câmpus das duas instituições que, juntas, possuem 37 unidades em Santa Catarina.

Em pauta, estava o pedido de apresentação de uma emenda parlamentar impositiva de bancada ao Orçamento Geral da União, com vistas à suplementação de verba, no valor de R$ 50 milhões, destinada a garantir a infraestrutura necessária para a completa estruturação dos câmpus em fase de implantação, bem como para viabilizar a realização das adequações necessárias às unidades existentes. Os parlamentares receberam materiais com informações sobre as duas instituições e assistiram a uma apresentação sobre o andamento das obras e os possíveis destinos dos recursos pleiteados.

Colaboração: Daniel Cassol / IFSC

COMPARTILHAR