Estados do Sul se unem para assegurar sanidade nos pomares de maçã

Foto: Alexandre Mees / Cidasc

Os três estados do Sul já são grandes parceiros no fomento à produção de leite e nas discussões sobre a demanda por milho e agora estão prestes a criar o Comitê Interestadual de Sanidade da Pomicultura (Cisp), para defender a sanidade nos pomares de maçã. A portaria deverá ser assinada pelos secretários da Agricultura de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul às 9h de terça-feira, 13, no Centro de Pesquisa para Agricultura Familiar da Epagri (Epagri/Cepaf) em Chapecó.

A intenção do Comitê é propor medidas conjuntas para assegurar ações de vigilância e defesa de pragas e doenças quarentenárias que afetam a pomicultura. O Cisp funcionará como um órgão de assessoramento às entidades de defesa agropecuária dos três estados.

A maior preocupação dos produtores é erradicar o cancro europeu e manter a região livre da Cydia pomonella. Representantes do setor produtivo também farão parte do Comitê.

Maçã

Os principais estados brasileiros produtores de maçã são Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que juntos representam 94,9% da produção nacional e 94,4% da área em produção. Santa Catarina participa com 46% da produção brasileira e 48% da área em produção da fruta no país.

Colaboração: Governo de Santa Catarina 

COMPARTILHAR