Programa do Artesanato Brasileiro será ampliado em SC

Uma capacitação para ampliar o número de avaliadores que executam as carteiras do Programa do Artesanato Brasileiro deve ocorrer em Santa Catarina até o segundo semestre. Os técnicos da Secretária de Assistência Social, Trabalho e Habitação serão os beneficiados, que posteriormente, atuarão na linha de frente.

A informação é do Diretor de Projetos na gerência de Artesanato e Convênios da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa do Ministério da Indústria e Comércio Exterior e Serviços, Fábio Santos Pereira Silva que fez o anúncio da capacitação em reunião com o Secretário da SST, deputado estadual Valmir Comin e o Diretor de Trabalho e Emprego e Coordenador Estadual do Artesanato de Santa Catarina, Thiago Chaves.

Chaves destacou que segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de artesanato representa 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. “Nós vamos trabalhar muito para aumentar o número de carteiras do artesanato”, confirmou.

O Secretário Comin afirmou que além de ampliar o número de carteiras, existe um planejamento de uma rodada de negócios, que será realizada em Florianópolis ou Criciúma para dar maior visibilidade ao setor e registrar um grande número de vendas no setor em Santa Catarina.

Carteira nacional do artesanato

Os interessados em obter a carteira nacional do artesanato devem ligar para (48) 3664-0756 e falar com Eron ou Crislan a partir das 13 horas, de segunda a sexta-feira, para fazer um agendamento para entrevista de avaliação. A carteira é gratuita e feita na Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação, em Florianópolis.

Documentos necessários:

1 foto 3×4 comprovante de residência

CPF e RG

3 produtos para serem cadastrados com fotos dos mesmos

– O artesão deve trazer no dia da entrevista/avaliação o material para iniciar ou finalizar um dos produtos pessoalmente para ser avaliado.

Colaboração: Kênia Pacheco /  Comunicação SST

COMPARTILHAR