Protesto – Escola Barão quer permanência de professora Simone na diretoria

Professora foi aclamada junto a Gered pela comunidade escolar desde fevereiro

Foto: Lia Jeremias

Quem passou pelo centro de Urussanga na manhã desta terça-feira (16) verificou algo diferente. Uma passeata em forma de protesto foi realizada pelos alunos e professores da Escola Barão Do Rio Branco. O ato foi em apoio à professora Simone Feltrin, aclamada como diretora temporária do educandário. A Gerência Regional de Educação decidiu que ela não poderá continuar com a função. O motivo, segundo a Gerente Regional De Educação, Jucilene Antônio Fernandes, é que devido às faltas de trabalho na greve de 2015, a professora está impedida de exercer o cargo.

Segundo a presidente do Conselho Deliberativo da Escola, Bruna Goulart Nioti, os alunos e professores querem a resolução da situação o mais rápido possível. “Percebemos uma morosidade. Estão meio que arrastando esse processo. É isso que não queremos mais”, relata a representante do conselho. “Precisamos da efetivação da Simone como diretora. Uma pessoa de fora e que não conheça a realidade da comunidade escolar do Barão do Rio Branco nós não aceitamos”, explica Bruna.

Entenda o caso, ouça:

 

COMPARTILHAR