Simulado avalia a qualidade do ensino em Treviso

Os alunos dos 3º, 4º e 5º anos da Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria Brogni estão sendo avaliados esta semana. Nos dias 15 e 16 (segunda e terça-feira) eles respondem questões de matemática e português, sem poder consultar livros, professores ou colegas. Após a resolução das provas, cada estudante marca a sua resposta em um cartão, semelhante ao que ocorre em vestibulares. A secretária municipal de Educação, Juliana Salvador, explica a finalidade dessa ação. “O objetivo da aplicação da prova é saber como está à qualidade da educação. Queremos avaliar os quantos às crianças estão realmente aprendendo. A ideia é saber o real para construir o ideal”, comenta Juliana.

A aplicação do simulado ocorre por conta de uma empresa de São Paulo. “A Prefeitura adquiriu, no início do ano, as apostilas pedagógicas com essa empresa e no pacote nós tínhamos direito a quatro assessorias. Uma opção de assessoria era a aplicação do simulado. Eles fazem a prova com os alunos, levam os cartões-resposta e daqui a algumas semanas eles voltam para nos apresentar o resultado. Depois nós apresentamos os resultados para os pais dos alunos”, afirma.

A secretária ressalta que a intenção é melhorar cada vez mais o trabalho realizado em sala de aula. “O objetivo do simulado não é punir os professores ou os alunos, a única intenção é medir o nível de aprendizado atual e ter subsídios para que a educação seja sempre beneficiada”, enfatiza Juliana.

Colaboração: Comunicação Governo do Município de Treviso

COMPARTILHAR