Governo quer reduzir benefícios aos deficientes de baixa renda

A reforma da previdência pode diminuir o valor do benefício pago para deficientes físicos que são amparados pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Hoje, para receber o valor de R$ 937 reais, o deficiente precisa comprovar que cada membro da família tem renda abaixo de um quarto de salário mínimo, ou seja, menos de R$ 234 reais por mês.

Em audiência pública na Câmara dos Deputados, Lenir Santos, Presidente da Federação Brasileira das Associações de Síndrome de Down, declarou que a reforma do jeito que está fere os direitos das pessoas com deficiência.

Ouça o boletim do repórter Rodrigo Santos:

 

COMPARTILHAR