Acelerador Linear do Hospital São José recebe novas ferramentas para o tratamento de câncer

- Publicidade -

O segundo acelerador Linear inaugurado em 2015, utilizado no tratamento de radioterapia em pacientes com câncer no Hospital São José, recebeu uma atualização com funções ainda mais precisas para aprimorar o atendimento aos pacientes.

A atualização consiste em uma melhoria no Software e Hardware do acelerador linear e sistema de planejamento, permitindo a realização da técnica de tratamento chamada Rapidarc, que consegue diminuir a dose aos órgãos adjacentes (vizinhos) ao tumor; isso em relação à técnica de modulação do feixe (IMRT) já utilizada. A atualização permite liberar doses de forma muito mais rápida. Os tratamentos que se utilizam da técnica RapidArc são em média, 60% mais rápidos comparados com os de IMRT, e conseguem desta forma, trazer mais conforto ao paciente.

Com a nova atualização, os médicos podem agora, fornecer um tratamento de qualidade melhor que o IMRT, com doses mais baixas aos tecidos normais e diminuir significativamente o tempo de tratamento do paciente no acelerador linear. “O RapidArc representa um avanço importante na radioterapia e somos o primeiro hospital no Estado de Santa Catarina a oferecer essa tecnologia aos pacientes”, esclarece Dr. Felipe Kuhnen CRM 11859), médico responsável pelo serviço de radioterapia do Hospital São José.

A nova tecnologia segundo especialistas, estabelece um novo patamar de velocidade no tratamento, permitindo uma terapêutica mais rápida e menor número de sessões. “Para termos uma idéia geral sobre o assunto, podemos exemplificar um tratamento de próstata, onde antes realizávamos cerca de 35 sessões em cada paciente, agora com a técnica RapidArc o tratamento pode ser realizado em cinco sessões. Um número significativamente menor. O tempo de cada sessão também reduz de 12 minutos para cinco minutos”, ressalta Kuhnen.

Colaboração: Katia Farias / Comunicação Hospital São José

COMPARTILHAR