Gestores de Urussanga assumem a maior dívida a ser paga em um mandato no município

Dados do diagnóstico econômico-financeiro foram apresentados na noite dessa quarta-feira pela Fabulare Assessoria em Contabilidade Pública

A Câmara de Vereadores de Urussanga recebeu na noite desta quarta-feira, dia 29, a apresentação do diagnóstico econômico-financeiro do Município de Urussanga. Os dados foram apresentados pela Fabulare Assessoria em Contabilidade Pública, empresa que atua no mercado desde 2003 prestando serviços a diversos municípios da região.

O diagnóstico teve como principal objetivo mostrar à população Urussanguense a real situação econômica encontrada pela atual gestão no dia 2 de janeiro de 2017, início deste novo mandato. Os dados foram apresentados pelo contador Jacimar Alexandre Torres, proprietário da empresa.

De acordo com os dados coletados, no início de janeiro, a Prefeitura de Urussanga contabilizava em conta corrente R$ 586.159,92 em recursos livres e R$ 3.227.534,28 em convênios. Além disso, as dívidas em 2 de janeiro de 2017 contabilizavam R$ 5.912.526,88 em recursos livres e R$ 759.627,28 em convênios. Isso totaliza uma diferença de R$ 5.326.366,96 em recursos livres e R$ 2.467.907,00 em convênios. De acordo com a conclusão chegada pela assessoria contábil, o município inicia o ano tendo que economizar mais de R$ 5.326.000,00, uma média de R$ 443 mil ao mês.

“O diagnóstico financeiro serve para o atual gestor e também para a comunidade ter uma fotografia da situação atual da Prefeitura, saber quais os recursos que estão disponíveis e quais as obrigações do mandato que se inicia. É um resumo para verificar como inicia a gestão e com base nos dados, saber o que pode ser feito. São informações não só da última gestão, mas de todas as outras que acumularam dívidas ao longo dos anos”, explica Jacimar.

Os dados apresentados apontam que os novos gestores do município assumiram a maior dívida a ser paga em um mandato em Urussanga. “A apresentação deste diagnóstico feita a toda a sociedade por uma empresa conceituada na nossa região faz parte do nosso compromisso com a transparência da gestão do Executivo de Urussanga. Nós sentimos a necessidade de fazer esse levantamento e mostrar à população os números reais das dívidas que encontramos, não só da gestão passada, como também de outras gestões e provar que estamos assumindo a maior dívida já repassada a um gestor em Urussanga”, enaltece o prefeito Gustavo Cancelier. “Sabemos que há um longo caminho pela frente, muito para ser feito, muito para economizar, muito para realizar. Mas nós estamos empenhados e com esperança de fazer um trabalho diferenciado, feito com pulso firme, muito trabalho e muito respeito ao dinheiro público. Estamos conscientes da nossa responsabilidade com o futuro de Urussanga e por isso estamos dispostos a planejar os próximos passos para não comprometer as futuras gestões”, complementa Gustavo.

Dados apresentados pela Fabulare: 

Situação financeira em 2 de janeiro de 2017 (dívidas deverão ser pagas em 2017):

Descrição                                                Recursos livres                                     Convênios

Recursos em conta corrente                     R$ 586.159,92                                           R$ 3.227.534,28

Dívidas em 02/01/2017                             R$ 5.912.526,88                                       R$ 759.627,28

Diferença                                                 R$ 5.326.366,96                                   R$ 2.467.907,00

 

Dívida total do município em 2 de janeiro de 2017 que deverão ser pagas no mandato:

Descrição                                           Recursos Livres                               Convênios                         Total

Restos a pagar/Retenções          R$ 1.318.818,46                                          R$ 759.627,28                 R$ 2.078.445,74

Parcelamento                           R$ 1.558.250,96                                            R$ 0,00                              R$ 1.558.250,96

Precatório Parque Municipal     R$ 4.397.572,19                                              R$ 0,00                             R$ 4.397.572,19

Precatório 2016 (parcela1/5)      R$ 1.141.749,15                                          R$ 0,00                             R$ 1.141.749,15

Precatórios 2017 (parcela2/5)    R$ 1.305.257,31                                             R$ 0,00                            R$ 1.305.257,31

Precatórios 2018 (parcela3/5)    R$ 1.468.435,37                                             R$ 0,00                           R$ 1.468.435,37

Precatórios 2019 (parcela4/5)    R$ 1.468.435,37                                               R$ 0,00                           R$ 1.468.435,37

Precatórios 2020 (parcela5/5)    R$ 1.468.435,37                                                R$ 0,00                           R$ 1.468.435,37

Total                                        R$ 14.126.954,19                                     R$ 759.627,28                  R$ 14.886.581,47

 

COMPARTILHAR